quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Álcool X Dieta

Álcool

Funções:
O álcool é um depressor do sistema nervoso central e age como um anestésico e tranqüilizante suave. É tóxico em grandes quantidades.

O álcool é considerado um "macronutriente" uma vez que fornece energia. A energia é medida em calorias e o álcool possui cerca de 7 Calorias por grama (uma Caloria nutricional equivale a 1.000 "calorias de energia" ou 1 kcal). As calorias provenientes do álcool são "vazias" uma vez que o álcool não contém qualquer outro nutriente benéfico, tais como vitaminas e minerais. 17,78 ml de álcool puro, quantidade equivalente a uma dose de 27,57 ml (2 colheres de sopa) de bebida alcoólica, contém aproximadamente de 80 a 90 calorias. As bebidas carbonatadas ou sucos de fruta contribuem com calorias adicionais, quando misturadas com álcool.


Recomendações:
O álcool é considerado um nutriente "não-essencial", porque ele não é necessário para o ser humano. O consumo de álcool com moderação pode ser tolerado sem dificuldade. O uso crônico ou excessivo pode levar ao alcoolismo.

Durante a gestação:
A síndrome alcoólica fetal é uma condição causada pela ingestão de álcool durante a gestação. O álcool na corrente sangüínea da mãe atravessa a placenta e chega até o feto. A síndrome alcoólica fetal resulta em insuficiência de crescimento após o nascimento, redução do Q.I. e deformação de traços faciais. Portanto, NÃO SE RECOMENDA INGERIR ÁLCOOL DURANTE A GESTAÇÃO.

Ingestão responsável:
A capacidade do organismo para decompor o álcool depende do peso, da ingestão recente de alimentos, das condições físicas e do sexo. Uma pessoa maior geralmente pode tolerar mais o álcool. A ingestão recente de alimentos retardará a digestão do álcool, minimizando assim os seus efeitos. Os homens geralmente têm uma tolerância maior ao álcool do que as mulheres. Acredita-se que o sexo e os fatores genéticos que determinam a tolerância ao álcool estão relacionados com a capacidade da pessoa para produzir a enzima que ajuda a digerir o álcool. Quanto maior for a produção dessa enzima pelo indivíduo, menor será a quantidade da bebida ingerida que chegará à corrente sangüínea na forma de álcool e em maior quantidade chegará já decomposta. Por isso, uma pessoa com maior quantidade dessa enzima pode tolerar mais o álcool sem os efeitos no sistema nervoso central.

As Diretrizes Dietéticas dos Estados Unidos sugerem que a ingestão de álcool deve ser feita com moderação. Limite a ingestão de álcool a menos de 5% de sua ingestão calórica diária, de preferência não mais do que 29,57 à 59 ml de álcool ao dia. Isto equivale a 44,35 ml de bebida alcoólica de teor alcoólico 80, tais como, conhaque, whisky, gin, vodca; um copo 118 ml de vinho ou um copo de 355 ml de cerveja.

Orientações gerais para o uso adequado de álcool:
· Reduza o conteúdo de álcool de uma bebida diluindo bebidas alcoólicas destiladas com bebidas sem álcool (sucos, refrigerantes), gelo ou água.
· Nunca beba álcool antes de dirigir um veículo. Se você pretende beber, tenha uma pessoa que dirija por você, ou planeje uma forma alternativa de voltar para casa, como por exemplo, de taxi ou ônibus.
· Conheça sua capacidade para ingerir álcool. Como regra geral, quanto menor for seu peso corporal, mais intenso será o efeito do álcool em você. Lembre-se também de que as mulheres (de modo geral) são mais suscetíveis aos efeitos do álcool do que os homens.
· Lembre-se sempre de fazer um lanche ou uma refeição antes de beber. Nunca beba com o estômago vazio.
· Se estiver tomando qualquer medicação, incluindo medicações sem prescrição médica, converse com um farmacêutico a respeito disso antes de ingerir álcool. O álcool pode intensificar os efeitos de muitas medicações e drogas e pode interagir com outras tornando-as ineficazes. (Verifique o capítulo de Interações entre Drogas a fim de pesquisar as medicações quanto à interação potencial com álcool também.
· As precauções quanto ao consumo de álcool são muito importantes e ajudam a evitar problemas potenciais.

Efeitos colaterais:
O álcool é uma das principais causas de acidentes de trânsito nos Estados Unidos porque ele retarda o tempo de reação e prejudica o raciocínio das pessoas.

O fígado desintoxica (ou metaboliza) o álcool. O consumo contínuo e excessivo de álcool pode danificar o fígado de várias formas, incluindo o desenvolvimento de um fígado adiposo. Um fígado adiposo pode, com o tempo, se tornar uma uma cirrose hepática.

O álcool é um fator de risco para o desenvolvimento de câncer de esôfago, garganta, laringe e boca.

A presença do álcool prejudica a absorção de nutrientes essenciais porque pode lesar o revestimento do intestino delgado e do estômago, onde se realiza a digestão da maior parte dos nutrientes. O álcool também necessita de algumas vitaminas em seu metabolismo e ele interfere na absorção e armazenagem de algumas vitaminas específicas.

O álcool pode prejudicar a função sexual, mesmo que aumente o interesse pela atividade sexual.

A ingestão de álcool durante a gestação foi identificada como a causa da síndrome alcoólica fetal.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

O mal do sal na dieta

Duas pitadas a menos de sal por dia

Estudo canadense relaciona mudança nos hábitos alimentares com queda de 13% no risco cardíaco.
Uma política de saúde pública adotada no Canadá trouxe à tona uma equação simples e de bom resultado. Há dez anos, o departamento de saúde canadense incentiva a população a consumir um limite máximo de 1,8 gramas de sódio por dia. Para chegar à meta, em geral, era preciso retirar do cardápio duas colheres de sopa de sal da alimentação diária. O efeito é classificado como “impressionante” e inspirou os médicos brasileiros.
“Os dados mostram que a redução do sal e do sódio promoveu uma diminuição de 13% das mortes por doenças coronarianas, 8% o número de infarto e 12% os acidentes vasculares cerebrais”, afirmou o presidente do departamento de hipertensão da Sociedade Brasileira de Cardiologia, Carlos Alberto Machado. “Montamos um comitê brasileiro semelhante ao canadense e queremos chegar a esta meta”, completou o especialista, durante a sua apresentação no Congresso Brasileiro de Cardiologia, em Belo Horizonte.
Segundo vários estudos, o brasileiro consome em média 4,7 gramas de sódio por dia, duas vezes mais do que o máximo recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de 2,3 g. Este padrão alimentar exagerado no sódio está por trás dos custos de internação de pacientes cardíacos no Brasil – que são de 699,8 milhões por ano e outros R$ 241,4 milhões para custear doentes de acidente vascular cerebral.
Uma pesquisa do Ministério da Saúde divulgada em 2008 mostrou que uma dieta equilibrada, sozinha, poderia evitar 48.941 mortes por AVC, 47.456 óbitos de doenças no coração. A receita? As mesmas duas pitadas a menos de sal em cada refeição.
Nem tudo é salgado.
Além de conscientizar as donas de casa e as pessoas em geral a não usarem o saleiro para “reforçar” o gosto da comida – uma pesquisa da Faculdade de Saúde Pública da USP apontou que o arroz é o alimento mais carregado de sal – a nutricionista especializada em doença cardíaca, Cristina Kovacs, diz que a população precisa aprender quais são as fontes de sódio.“O sal é a principal fonte de sódio, mas essa substância inimiga do coração também está em outros produtos, alguns nem com sabor salgado”, afirma.
Ela fez um levantamento em meio deste ano com 1.288 pacientes hipertensos do Instituto do Coração (Incor) – que não conseguiam regular a pressão em níveis normais – e identificou que 93% deles não usavam saleiro à mesa. Ao mesmo tempo, 91% deles também não liam os rótulos dos alimentos e consumiam sódio sem nem saber.
O sódio é a composição quase que total de refrigerantes, congelados, molhos de tomate e até chás verdes industrializados, além dos embutidos e carnes. “O nosso trabalho agora é focado em ensinar estes pacientes a ler os rótulos e melhorar a alimentação”, diz Cristina.

Mecanismo de ação

A explicação para o sódio transformar o coração em uma bomba relógio é que para o organismo excretar o sal, necessariamente, é preciso elevar a pressão arterial. Quanto maior o consumo, maior a pressão. Em três anos, a parcela de portadores de pressão alterada cresceu no país de 21% para 24%. Hoje, de acordo com a Universidade Estadual do Rio de Janeiro, são 30,2 milhões de brasileiros hipertensos.

Fonte: IG ( 28/09/10)

sábado, 25 de setembro de 2010

Receitas de Petiscos Light

Chips crocantes de batata: Corte uma batata média em rodelas extremamente finas e coloque em uma tigela com água e gelo por 15 minutos. Seque uma a uma em um pano limpo e distribua no prato do micro-ondas revestido com filme-plástico, deixando uma batata longe da outra. Salpique sal e leve ao micro-ondas por quatro minutos, retire, vire os chipes de lado, e coloque por mais quatro. Para finalizar, ponha no forno convencional por 10 minutos. A porção soma cerca de 65 calorias. É possível fazer os chips usando abobrinha ou beterraba, nesse caso não é preciso colocar na água antes de ir ao micro-ondas.

Tirinhas de maçã: Corte uma maçã verde em fatias finas, coloque-as sobre um papel absorvente e leve ao micro-ondas por dois minutos de cada lado. Polvilhe canela e adoçante em pó. Rende mais de 30 tirinhas, cada uma com cerca de 4 calorias.

Mix de hortaliças: Corte cenoura, pepino e salsão em palitos de cinco centímetros e, na hora do consumo, molhe-os em molho pronto light para salada. Cada unidade tem menos de 4 calorias.

Peito de peru light crocante: Embrulhe uma fatia de peito de peru em papel absorvente e leve ao micro-ondas por dois minutos. Fica crocante como um salgadinho de pacote, mas com apenas 15 calorias por unidade.

Rolinho de abobrinha Corte uma abobrinha em fatias finas, grelhe-as sem óleo e espere esfriar. Espalhe uma colher de chá de cream cheese light, coloque meia fatia de blanquet de peru light e enrole. Prenda com um palito de dentes. Rende oito unidades, cada uma com menos de 10 calorias.

Patê de rúcula Bata no liquidificador 4 colheres de sopa de rúcula com 1 de alho-poró, 1 de cebolinha, 1 xícara de chá de tofu, sal e noz-moscada a gosto e um fio de azeite. Cada colher de sopa soma cerca de 8 calorias. Coma com biscuit integral, kani kama ou palitos de erva-doce.

Bolinhas de canela: Em uma tigela, misture 2 ½ xícaras de chá de farinha de trigo integral com fermento, 1 colher de chá de canela em pó, 6 colheres de sopa de adoçante próprio para ir ao fogo e 4 de margarina light. Faça bolinhas com as mãos, pressione o centro com o polegar e leve para assar por 10 minutos. Espere esfriar e recheie o centro com 1 colher de café de geleia diet. Rende 40 biscoitos, cada um com mais ou menos 20 calorias cada.

Bolo de mel: Na batedeira, bata 1 xícara de chá de mel e 3 colheres de sopa de manteiga light. Adicione 3 ovos, 2 xícaras de chá de farinha de trigo integral e 1 ½ colher de sopa de fermento em pó. Despeje em uma forma untada e enfarinhada e leve para assar por 40 minutos. Quando esfriar, corte em 40 partes, cada um com 40 calorias, em média.

Misto quente picante: Umedeça duas fatias de pão de fôrma integral light no leite desnatado, recheia-as com duas fatias de presunto magro, duas de mussarela light e uma pitada de páprica picante. Leve ao forno por quatro minutos e leve para o trabalho cortado em retângulos pequenos, cada um com cerca de 20 calorias.

Pastel enrolado: Espalhe três colheres de ricota sobre um disco de massa pronta para pastel de forno, acrescente ½ tomate sem semente picado e orégano. Enrole a massa formando um tubo frouxo e leve para assar por 15 minutos. Quando esfriar, preencha com rúcula. Cada rolinho possui cerca de 70 calorias.

Receitas fornecidas por: Lucília Diniz, autora de "O Prazer de Viver Light"; Viviane Onzi, chef do Café Nicecup; Rita Corsi, chef do Gerstein Café, ambos em São Paulo; e Alessander Guerra, autor de "Cuecas na Cozinha - Escola de Maridos & Afins".

Fonte:Uol Estilo

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

COLESTEROL - COMO DEVE SER A DIETA?

ALIMENTOS NÃO RECOMENDADOS:

Gema de ovo, pele de galinha, carne seca, lingüiça, salsicha, mortadela, salaminho, frituras, gorduras, gordura hidrogenada (sorvetes , biscoitos, pães doces e bolos de padaria),banha de porco, bacon,azeite de dendê, margarinas, creme de leite, leite integral,queijos amarelos,folheados,fígado, miúdos em geral, frutos do mar,
patê, caviar, iogurte integral, croissant, brioche, biscoitos recheados, massas com ovos, batata na manteiga, chocolate, sopas cremosas, leite condensado, carnes vermelhas gordurosas,café solúvel paio, lombo salgado e coalhada.

ALIMENTOS INDICADOS:

Verduras, frutas, feijão, ervilha, lentilha, soja, grão de bico, arroz integral, macarrão sem ovos, carnes brancas (peito de frango, peixes- salmão, atum, arenque, cavala, sardinha,linguado, bacalhau e hadoque- peru,lombinho de porco assado ou cozido e avestruz), óleo de soja, girassol , canola, azeite extra virgem, leite desnatado, queijos brancos, iogurte desnatado, clara de ovo, sorvete de iogurte (frozen), picolé de frutas, farinha integral, cereais integrais (aveia, linhaça,etc), maionese de soja, sucos de frutas, café, mate, sopas caseiras não refogadas,gelatinas,água, produtos dietéticos,ervas e vinagre.

DICAS:

Ø Troque alimentos fritos por cozidos, assados ou grelhados.
Ø Aumente o consumo de fibras (pães integrais,verduras, legumes, aveia, castanha do Pará (1 ao dia) ou nozes (5 ao dia), farinha de linhaça, frutas , cereais integrais e feijões).
Ø Evite o álcool.
Ø Pratique exercícios regularmente.
Ø Tome suco de uva concentrado (½ copo, 1 x ao dia).
Ø Consuma uma fruta rica em vit. C uma vez ao dia (acerola, laranja, morango, limão e caju).
Ø Pode consumir chocolate amargo, de 10 a 20g por dia.
Ø Alimentos importantes para consumo:soja,abacate,café filtrado tomate, goiaba, chá verde, margarina becel pró- activ, e melancia.
Ø Consuma pelo menos três vezes por semana peixes ricos em Omega-3 (salmão, sardinha, arenque, cavala e atum).
Ø Evite molho branco ou a base de queijos.
Ø Quando preparar carnes, retire toda a gordura antes de ir para a panela.
Ø Não refogue comida no azeite, manteiga, margarina ou óleo. Asse, cozinhe ou grelhe em água. Use a panela teflon.
Ø Prefira sobremesas a base de frutas, goiabada, picolés de frutas, bananada, gelatinas, frutas em calda, fruta seca e uva passa.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Dez atitudes para reprogramar seu cérebro e emagrecer

1) Aprenda a sentir prazeres simples que não envolvem comida, como praticar esporte, respirar profunda e conscientemente, visitar família e amigos, passar mais tempo ao ar livre.

2) Durma o suficiente para acordar descansado.

3) Adicione aromas agradáveis no espaço ao seu redor.

4) Reforce a ingestão de vitamina D, anti-oxidantes e suplementos com ômega 3.

5) Faça pequenos movimentos de alongamento e respiração a cada hora.

6) Prefira beber água e sucos. A bebida alcoólica deve ser apenas ocasional, assim como café e chá.

7) Pratique atividades tranquilizadoras, como ioga, pilates, relaxamento e meditação.

8) Interaja com pessoas que têm uma rotina saudável.

9) Fuja do isolamento e da inatividade.

10) Evite lugares ruidosos e cheios, especialmente na hora de se alimentar.

Fonte: Georgia Andrianopoulos, do Brain Fitness Inc, autora do livro Reeduque seu Cérebro, Remodele seu Corpo

sábado, 18 de setembro de 2010

Viagem X Dieta

Viagem e Dieta são duas coisas que não combinam dependendo do local escolhido.Ou pelo menos fica mais difícil de fazer.

Para aqueles que pretendem viajar para a Espanha ou Itália, seguem algumas dicas:

Não se encontram alimentos diet, light ou zero com facilidade.
Adoçante não se encontra em muitos lugares.
Consuma os frios menos gordos.
Os sucos artificiais são adoçados, a não ser que procure em mercados.
No café da manhã, dependendo do hotel, tem frutas, iogurtes desnatados, granola, queijo branco e pão integral. Neste horário não fica muito difícil. Mas no almoço e jantar fica mais complicado.
Durante o dia, quem viaja anda muito, fica faminto, então apenas uma saladinha não sustenta.Acabam tomando vinho, entradas, prato principal e sobremesa. Aí mora o perigo. As calorias se acumulam, principalmente a noite, pois não vão gastar energia após o jantar.
Dicas:
Coma melhor no almoço, pois vai andar muito e menos no jantar ou jante mais cedo e faça um passeio a pé antes de dormir. Tudo ajuda.
Na Itália, o que predomina são as massas.Escolha as que tem molho de tomate, são menos calóricas.
Procure mercados próximos ao seu hotel e compre frutas para deixar no quarto para comer quando der fome.
Evite doces em todas as refeições.
Nestes lugares tem sorvetes maravilhosos, escolha o tamanho menor e não tome todos os dias. Escolha um doce por dia, no máximo.
Não tome vinho ou outra bebida mais de uma vez ao dia, tome em quantidade moderada, pois o álcool é muito calórico.
Na Itália, peça uma salada para acompanhar a carne no lugar de massa. Faça isto, pelo menos dia sim outro não.
Assim poderá aproveitar a viagem com uma dieta moderada.

Conheça um pouco mais sobre cuidados na amamentação

Se durante a gestação, as futuras mamães já se preocupam com a alimentação, com o intuito de oferecer a melhor forma de nutrição a seus bebês, logo após o nascimento, durante a fase da amamentação, esses cuidados devem permanecer.

Durante a amamentação é desaconselhável iniciar uma dieta para emagrecer, o que poderia comprometer a produção de leite e até prejudicar a nutrição do bebê. Nesse período, a mãe necessita de uma alimentação equilibrada, com cerca de 2500 calorias por dia. Para as mães preocupadas com os quilos ganhos durante a gravidez, uma boa notícia “A amamentação ajuda a emagrecer, pois queima calorias.

Não há um cardápio pré-determinado que deva ser seguido à risca, segundo a especialista. O ideal é que a mãe se alimente de forma saudável, várias vezes ao dia, adicionando generosas doses de líquidos. “É importante ingerir ao menos dois litros de água por dia, o que não é muito difícil nessa fase, uma vez que a mulher costuma sentir muita sede durante a produção de leite".

Uma alimentação rica em carnes brancas magras, legumes, verduras, cereais, alimentos ricos em cálcio (vegetais verdes escuros, leite e derivados) e frutas é a mais recomendada. A ingestão de peixes, linhaça e outros alimentos fontes de ômega 3, no mínimo duas vezes por semana, garante os níveis do ácido graxo essencial no leite materno.

Para as mães vegetarianas, um alerta especial: é preciso redobrar os cuidados com a alimentação e se certificar de estar ingerindo vitaminas e minerais suficientes para nutrir o bebê.

Uma dúvida constante paira sobre o uso de adoçantes e produtos ligth. Não existe consenso sobre os malefícios dessas substâncias para a saúde da criança, de qualquer forma a recomendação é fazer um uso leve ou moderado dessas substâncias.Consulte seu médico e siga suas orientações sobre este ítem.

Bebidas, álcool e remédios não combinam com amamentação. A mãe que amamenta deve lembrar sempre que essas substâncias, além de causar prejuízos ao próprio organismo, podem afetar o organismo do bebê, por meio do leite materno.

“É importante lembrar que a consulta com um médico especialista ou nutricionista é a opção mais recomendada para quem deseja elaborar um cardápio saudável, com refeições e lanches saudáveis".

Dicas para dieta de gestantes

- A alimentação deve ser monitorada a partir do primeiro mês de gravidez, para garantir sua saúde e disposição e contribuir para a boa formação do bebê.

- Alimentar-se adequadamente também reduz o desconforto digestivo e a ocorrência de náuseas e vômitos, evitando a perda de peso.

- Prefira alimentos leves, com menor quantidade de gorduras e frituras. As preparações assadas, cozidas ou grelhadas são as mais indicadas.

- Diminua o intervalo entre as refeições; alimente-se pelo menos a cada três horas (em horários regulares). Tenha sempre à mão uma barrinha de cerais ou uma fruta, ou ainda biscoitos cream cracker.

- Coma devagar, mastigando bem os alimentos.

- Consuma bastante líquido ao longo do dia, mas não durante as refeições.

- Aumente o consumo de leite e derivados; ingira no mínimo três xícaras de leite por dia. A indicação do consumo de cálcio é de 1200mg por dia. Para você ter uma idéia dessa medida, uma porção de 100g de queijo branco contém 685mg de cálcio; já 200ml de leite equivalem a 228mg, e 200ml de iogurte têm 240mg dessa substância.

- Reduza o consumo de sal (na preparação dos alimentos, em enlatados, salame, azeitona, queijo parmesão). Sal em exagero aumenta a retenção de líquidos no organismo, provocando inchaço e pressão alta.

- Consuma folhas cruas na forma de saladas temperadas com limão, que é fonte de vitamina C.

- Consuma, pelo menos uma vez ao dia, grãos de feijão, lentilha, grão de bico ou ervilhas (de preferência no almoço).

- Aumente a ingestão de fibras (cascas, bagaços, sementes de frutas e verduras cruas, frutas secas, cereais integrais).

- Não deite ou sente logo após as refeições.

- A pirâmide ao lado é indicada para todos os tipos de pessoas; durante a gestação, recomenda-se o aumento do consumo de cálcio.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Receita de Macarrão Light

Ingredientes

400 gr de macarrão parafuso ou penne
400 gr de rúcula
400 gr de kani-kama desfiado
2 fatias de queijo minas light cortado em cubos
azeitona preta picada á gosto
1 colher de sopa de azeite extra-virgem

Modo de Preparo

Cozinhar o macarrão como de costume.
Refogar o azeite, o alho e a rúcula até dar uma leve murchadinha,
acrescente o kani-kama e o queijo, mexa até que esteja bem
aquecido (o queijo não deve ficar derretido), acrescente a
azeitona.
Escorra o macarrão e junte ao refogado, sirva em seguida.
Fica colorido e uma delícia!!!!!!!!!!!

Rendimento: 6 porções

Fonte: site da Ana Maria Braga

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Calorias de Bebidas Alcoólicas

Calorias das Bebidas Alcoólicas

Produtos
Quantidade
Kcal.

Água ardente
1/2 copo (100ml)
231 kcal

Batidas
1/2 copo (100ml)
251 kcal

Cerveja
1 copo (240ml)
101 kcal

Cerveja light
Embalagem (360ml0
148 kcal

Champagne
1 taça
85 kcal

Chope
1 tulipa (150ml)
90 kcal

Cidra
1/2 copo (100ml)
50 kcal

Conhaque
1 dose (50ml)
125 kcal

Daiquiri
1/2 copo (100ml)
116 kcal

Gim
1 dose (30ml)
60 kcal

Kir (vinho c/ licor de cassis)
1 copo (240ml)
80 kcal

Licor de Jenipapo
1 cálice (20ml0
90 kcal

Licores
1 cálice (20ml)
69 kcal

Meia de seda
1 copo (240ml)
140 kcal

Ponche
1 copo (200ml)
100 kcal

Rum
1 copo de 50ml
110 kcal

Saquê
1 cálice (30ml)
41 kcal

Vermute doce
1 cálice (35ml)
50 kcal

Vermute seco
1 cálice (40ml)
40 kcal

Vinho branco doce
1 taça (110ml)
142 kcal

Vinho branco seco
1 taça (100ml)
85 kcal

Vinho de maçã
1 taça (100ml)
32 kcal

Vinho moscatel
1 taça (10ml)
137 kcal

Vinho rosé
1 taça (100ml)
74 kcal

Vinho tinto
1 taça (100ml)
65 kcal

Vodka
1 cálice (30ml)
72 kcal

Whisky
1 dose (100ml)
240 kcal

O álcool é bastante calórico. Uma grama de álcool oferece 7 calorias.
Além de ser calórico, oferece prejuízos a saúde. Beber com frequencia pode levar a desenvolver cirrose hepática, pancreatite, obesidade, gastrite, dislipidemias, cancêr de fígado e outras doenças.
Tome cuidado com o consumo. O que parece ser relaxante, pode causar muitos outros problemas complicados causando stress maior do que o relaxamento aparente.
As pessoas hoje em dia, por terem uma vida mais stressante estão consumindo muito álcool. Além da bebida, o problemas são os acompanhamentos que normalmente são petiscos cheios de gordura e calorias engordativas.
Procure relaxar de outra maneira, dance, cante, vá a praia, leia um bom livro, viaje com a família,faça atividade física, enfim procure outros caminhos mais saudáveis.