segunda-feira, 26 de julho de 2010

Cirurgia Bariátrica em Adolescentes

Bariátrica teen" vira opção para filhos obesos
Técnica pode ter efeito colateral e só pode ser feita em adolescentes com mais de 16 anos

A mãe de meninos e meninas obesos sabe que os filhos estão sempre no alvo. As pesquisas já mostram que, ao mesmo tempo em que são citados como mais vulneráveis aos “problemas de adulto”, tipo hipertensão e diabetes, eles também são mais numerosos nas estatísticas de vítimas de piadinhas cruéis dos amigos em sala de aula.
A cirurgia bariátrica só pode ser uma opção para adolescentes maiores de 16 anos quando todas as outras alternativas, como dieta e exercícios físicos, foram testadas
O sofrimento – físico e psicológico – do público infantil com o peso é tanto que, mesmo eles tendo uma jornada pela frente para conseguir mudar os hábitos de vida e entrar em harmonia com os ponteiros da balança, a alternativa extrema de uma cirurgia de redução de estômago já aparece na adolescência.

A chamada “cirurgia bariátrica” deixou de ser opção só para adultos e exige que os médicos tenham um olhar especial para esta parcela de pacientes precocemente classificada como obesa mórbida.

No Brasil faltam números oficiais para contabilizar quantas das 30 mil bariátricas feitas todo são destinadas aos pacientes com menos de 18 anos de idade. Mas o presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica (SBCB), o cirurgião Thomaz Szego, afirma que o número cresce seguindo o gráfico que mensura a quantidade de adolescentes com sobrepeso no País – hoje estimados em 30% da população jovem.

Por isso hoje já existe um protocolo para definir quais pacientes infantis podem ser submetidos à técnica cirúrgica. “A idade mínima é 16 anos (nas diretrizes brasileiras) e este paciente precisa ser muito bem avaliado pela equipe clínica”, afirma Szego.

Segundo ele, não é só saber se o IMC (o Índice de Massa Corpórea, resultado da divisão do peso pela altura ao quadrado) é maior do que 40, mas também fazer um trabalho psicológico capaz de apurar se os meninos e meninas estão prontos para uma operação deste porte.

“A participação dos pais é obrigatória no processo. Eles precisam ser envolvidos porque a mudança na dieta e nos hábitos de vida, necessários após a operação, é o que garante a saúde do paciente e a o sucesso na eliminação de quilos”, afirma o presidente da SBCB.

Bullying

O envolvimento dos pais é essencial não só no pós-cirúrgico, mas também antes da cirurgia bariátrica ser escolhida como uma opção. Muitas vezes não é um problema físico que faz as crianças e adolescentes obesos cogitarem a realização de medidas extremas para emagrecer.

Uma pesquisa publicada no jornal médico Pediatrics ouviu 5.165 meninos e meninas entre 11 e 16 anos matriculados em escolas do Canadá e concluiu que os com sobrepeso sofriam mais bullying escolar (as tais piadinhas cruéis e perseguições dos colegas) do que os garotos com peso normal. A variação estatística chegou a 3 vezes na comparação dos dois grupos.

Foi por causa de uma dessas agressões verbais que Brittany Cesar, moradora do Estado do Texas, nos Estados Unidos, entrou para a história da medicina como a paciente mais jovem a fazer uma bariátrica. Ela tinha 14 anos e pesava 183 quilos. Ao jornal New York Times, Brittany disse que se preparava para comer “os dois cheesebúrgueres, duas porções de fritas e um refrigerante” na hora do recreio quando foi ofendida de forma muito cruel por uma das colegas. “Por que come tanto? Você não é normal”, disparou a menina.

Ela foi operada em 2003 no Hospital Infantil do Texas. Hoje, cinco anos depois, ela está com 19 anos e pesa 80 kg – e a mesma unidade de saúde já realiza uma média de duas cirurgias pediátricas do tipo por mês.

Herança de família

Além de estarem atentos ao cenário em que os filhos obesos estão inseridos fora de casa, os pais também devem olhar para dentro de suas residências para encontrar a origem da obesidade infantil.

De acordo com um estudo feito pelo Instituto do Coração de São Paulo (Incor) – que acaba de ser publicado no Arquivo Brasileiro de Cardiologia – a análise de 2.125 adolescentes matriculados em escolas públicas e particulares de São Paulo (média de idade de 12,9 anos) mostrou que entre obesos (22% da amostra), 40% deles tinham pais diabéticos e hipertensos e 41% comiam sal em excesso nas refeições caseiras.

Elsa Giugliani, coordenadora de Saúde da Criança do Ministério da Saúde, afirmou durante a Conferência Latino Americana de Diabetes, realizada no Brasil, que é impossível promover um padrão alimentar de qualidade aos filhos se os pais não forem exemplo. “Nenhuma criança vai pedir para por salada no prato se não ver que a mãe come alface também”, diz ela.

Acumular anos de rotina desregrada de alimentação e pouca atividade física não é “passe livre” para uma cirurgia bariátrica na adolescência. O cirurgião Thomaz Szego diz que a operação só pode ser considerada como alternativa quando todas as outras estratégias já foram cessadas. Não podem ser descartados ainda os efeitos colaterais creditados à cirurgia, como embolia pulmonar, hérnia, úlcera e obstrução do intestino após a operação, já ressaltados na Revista da Associação Médica Brasileira. Além disso, alguns especialistas são receosos com a intervenção do bisturi muito cedo, pois o adolescente pode estar ainda em fase de crescimento.

Fonte: artigo do IG do dia 26/07/2010

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Dicas básicas para emagrecimento

* Força de vontade — você não vai muito longe sem ela. Mantenha-se focado em seu objetivo e vá até o fim.
* Olho na programação — mantenha-se dentro de seu programa de emagrecimento. Evite concessões em demasia.
* Perseverança — não desista. Os caminhos para emagrecer rapidamente são duros e as tentações são grandes, mas somente com perseverança você superará estes obstáulos.
* Conheça seus limites — emagrecer rapidamente é emagrecer no seu ritmo, e ele pode não ser igual ao que você espera ou quer. Seja compreensivo com seu corpo.
* Força de vontade — não custa lembrar!
* Pratique exercícios diariamente!
* Diminua seu nível de stress e divirta-se o máximo que puder!
* Tome sol no horário saudável, isto ajuda muito a ter mais energia e a melhorar depressão, caso ela exista.

domingo, 18 de julho de 2010

Lasanha de Abobrinha light

Ingredientes

2 abobrinhas cortadas em rodelas
6 col. (sopa) de queijo cottage
4 col. (sopa) de ricota passada pela peneira
1 col. (chá) de sal
1 pitada de noz-moscada
1 col. (sopa) de cheiro verde picado
1 envelope de caldo de galinha light
10 fatias de peito de peru
1 fatia de queijo mussarela light ralado
Modo de preparo

Coloque as rodelas de abobrinha em água fervente com sal por alguns minutos (apenas para tirar o aspecto de cru), resfrie e mergulhe-as em seguida em água fria. Esprema as abobrinhas até soltar a água restante. Reserve. Em uma tigela, misture o queijo cottage, a ricota, o sal, a noz-moscada, o cheiro verde e o caldo de galinha, até virar um creme.

Montagem
Em um refratário, distribua as rodelas de abobrinha, o blanquet de peru, o creme de queijos e finalize com outra camada de abobrinha. Salpique a mussarela ralada. Coloque a lasanha em assadeira antiaderente e leve ao forno médio (180o) por 40 minutos.

Rendimento: 6 porções
Calorias: 120 calorias por porção
site: Boa Forma

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Vamos diminuir a ansiedade?????

Alimentos que diminuem a ansiedade e o cansaço


Coloque na sua dieta alimentos que têm o poder de estimular o funcionamento do sistema nervoso, acabar com a irritação e espantar a tristeza.

ALFACE - Ótima para amenizar a irritação. O talo tem lactucina, substância que funciona como calmante. Além disso, é rica em folato. A falta desse elemento no organismo causa depressão, confusão mental e cansaço.

BANANA - Pode acreditar: essa fruta tão comum em terras brasileiras, diminui a ansiedade e ajuda a garantir um sono tranqüilo. Ela tem esses poderes por ser rica em carboidratos, potássio, magnésio e biotina. A banana também dá o maior pique porque possui vitamina B6, dando energia.

CARNE - Esse alimento possui niacina, uma vitamina do complexo B que, quando está em falta no organismo, causa depressão. Também é rica em ferro e cobre, que combatem a anemia e transportam o ferro. O zinco, presente em sua composição, é antioxidante: combate os radicais livres e retarda o envelhecimento. Além disso, seus aminoácidos fazem o cérebro funcionar melhor.

ESPINAFRE - A verdura contém potássio e ácido fólico, que previnem a depressão. Além disso, espinafre tem magnésio, folato e vitaminas A, C e do complexo B, que ajudam a estabilizar a pressão e garantem o bom funcionamento do sistema nervoso.

JABOTICABA - Essa frutinha contém ferro (que combate a anemia) e vitamina C (que aumenta as defesas do organismo). Suas vitaminas do complexo B agem como antidepressivos. Além disso, a jaboticaba é rica em carboidratos, que fornecem energia e, por isso, reanimam.

LARANJA - Rica em vitamina C, cálcio e vitaminas do complexo B, a laranja ajuda o sistema nervoso a trabalhar adequadamente. O cálcio presente em sua composição é relaxante muscular e combate o stress. E essa fruta ainda é energética, hidratante e previne a fadiga.

LEITE - A falta de vitamina do complexo B pode acabar com seu bom humor. Além de estarem presentes no leite, essas substancias também são encontradas nas ervilhas, sementes de girassol, batata e peixe. Leite também tem cálcio (que ajuda a relaxar os músculos) e proteínas (que estimulam o sistema nervoso).

UVA - Essa fruta tem uma boa dose de vitaminas do complexo B, que ajudam no funcionamento do sistema nervoso. A vitamina C e os flavonóides da uva são antioxidantes, que retardam o envelhecimento da pele e ajudam a combater o colesterol. Além disso, é energética.

Evite o consumo diário de café, mate e coca cola. Possui muita cafeína e isto aumenta a ansiedade. Pratique atividade física diariamente, isto ajuda a relaxar.
Pare de fumar. Tenha hábitos saudáveis e vai se sentir mais calmo.
Tome antes de dormir todos os dias chá de camomila ou tome leite morno.
Consuma pelo menos 1 vez ao dia suco de maracujá.

Coloque tudo isto em prática e veja o resultado!!!!!


Fonte: alvorecer.org

sábado, 10 de julho de 2010

Alimentos que aumentam a imunidade

Com uma boa dieta e os alimentos adequados que aumentam a imunidade do seu organismo você se fortalecer no combate a doenças, radicais livre e no retardamento dos efeitos do envelhecimento no organismo. Muitos são os fatores que interferem no sistema imunológico: estresse, poluição, agrotóxicos e deficiência de nutrientes são exemplos de causas que interferem no bom funcionamento das defesas do nosso organismo. Com prática regular de exercícios e uma boa alimentação, você pode manter a sua imunidade em alta e ter uma vida mais saudável. O consumo em excesso de açúcares, ajudam a diminuir a imunidade, portanto, não exagere nos doces diariamente.
Abaixo colocamos algumas dicas de alimentos que não podem faltar na sua dieta.

Tomate

É um dos melhores combatentes contra o câncer de próstata. O licopeno, pigmento responsável pela coloração vermelha da fruta, tem a capacidade de se acumular na glândula prostática e inibir o crescimento de células cancerígenas. Uma das boas notícias é que os benefícios são ainda maiores quando consumido na forma de molho, claro que não estamos nos referindo a versão em lata e cheia de conservantes. O aquecimento aumenta a absorção de licopeno pelo organismo. É recomendado o consumo de 1 unidade por dia, e quanto mais vermelho melhor. O licopeno é melhor absorvido na presença de gordura por ser lipossolúvel( dissolve na gordura), portanto uma dica é preparar o molho com um fio de azeite.

Cogumelo

Tem alto índice de proteínas, mas contém também fibras, minerais, vitaminas e mais duas substâncias muito importantes as betaglucanas e a eritadenine, que contribuem para reduzir o acúmulo de gordura no sangue e as taxas de colesterol.

Gengibre

Combate as inflamações da garganta e das vias aéreas e pode ser usado no combate a enjôos como calmante do estômago. Muito rico em vitamina C e B6 que ajudam nas defesas do organismo, e ainda contém gingerol que tem ação comprovada no combate ao câncer.

Frutas Vermelhas

Morango, framboesa, uva, amora, todas estas frutas possuem antocianinas e flavonóides que são as substâncias responsáveis pela cor vermelho-arroxeada. Outra fruta muito importante deste grupo é o mirtilo(blueberry), pois ajuda a reverter a queda das funções cerebrais e aumenta a liberação de dopamina, que tem a função energizante e estimulante.

Pimenta

Uma das melhores fontes de betacaroteno, que se transforma em vitamina A e auxilia o organismo na luta contra todo tipo de infecções. E aquela substância que faz a boca arder, a capsaicina, age na liberação de endorfinas e na dissolução de coágulos sanguíneos, que ajuda no controle de colesterol e prevenir a arteriosclerose.

Chá verde

Esta erva estimula o crescimento de bactérias que são benéficas ao intestino e inibe a ação das maléficas. É muito importante que nosso trato intestinal esteja em perfeito funcionamento, cerca de 70% do nosso sistema imunológico depende disto. É recomendado que se tome 4 xícaras de chá por dia para contar com os benefícios do chá-verde.

Batata-doce

Este tubérculo tem poderes incríveis para o bom funcionamento do sistema imunológico, atua no combate ao mal de Parkinson, males do fígado, problemas cardíacos e câncer.

Canela

Impede o desenvolvimento de bactérias no organismo, inclusive no combate ao mau hálito e alguns estudos apontam para a sua utilização no combate ao diabetes tipo 2.

Figo

Rica em fibras, que contribuem na regulação dos níveis de insulina, no funcionamento do intestino e na diminuição da velocidade do envelhecimento. Conta ainda com polifenóis, que impedem a degradação celular pela ação da poluição, fumo e estresse. Deve ser consumida com moderação, o seu excesso favorece o acúmulo de gordura, recomenda-se quatro unidades da fruta por semana.

Romã

O consumo desta fruta está associada à diminuição dos riscos de desenvolver doenças do coração e câncer, pois é rica em flavonóides, substâncias que controlam o colesterol e regulam o fluxo sanguíneo para o coração.

Salmão

O peixe é um alimento rico em ômega-3, um óleo saudável e com ação antioxidante. Do salmão retira-se o DMAE, substância que tem sido utilizada há muito tempo para conservar o aspecto jovem da pele.

Castanha-do-Pará

É muito rica em selênio, mineral antioxidante que diminui a degeneração cutânea e cerebral e ainda conta com o magnésio, que interfere na atividade muscular e cardíaca.

Brócolis

Repletos de fósforo, magnésio, potássio, cácio e vitamina C. Uma xícara tem 10% da dose diária recomendada de ferro e Vitamina C que um adulto necessita.

Linhaça

A semente é fonte de ômega-9 e ácido alfa-linoleico, que ajudam o intestino e coração a funcionar melhor. pois equilibram os níveis de gordura no sangue. O melhor é consumi-la triturada ou na forma de farinha. Se germinar as sementes num copo d'água da noite para o dia o seu poder de força é aumentado muito.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

ANEMIA FERROPRIVA

A anemia ferropriva, definida como uma diminuição na concentração de hemoglobina decorrente da redução da reserva de ferro no organismo, é considerada como um dos maiores problemas nutricionais, não só dos países em desenvolvimento, como também nos países desenvolvidos.

Os principais fatores etiológicos que determinam a anemia ferropriva são:
· Baixa reserva de ferro neonatal - quase todo o conteúdo de ferro do organismo de um neonato a termo é obtido no último trimestre de vida intra-uterina e utilizado como reserva nos primeiros quatro meses de vida. Em situações como prematuridade, gemelaridade e anemia materna grave não há reserva adequada podendo ocorrer anemia ferropriva nos primeiros meses de vida.
· Aporte insuficiente de ferro e baixa biodisponibilidade - pode ocorrer devido a ingestão insuficiente de ferro (dieta pobre em ferro) ou em decorrência de uma reduzida absorção intestinal que é influenciada por fatores fisiológicos (síndromes de má absorção, pH intraluminal) ou nutricionais (substâncias quelantes do ferro).
· Aumento da necessidade diária - há aumento dos requerimentos orgânicos nos períodos de crescimento acelerado como em prematuros, lactentes e adolescentes.
· Aumento das perdas – hemorragias agudas ou crônicas comuns em parasitoses intestinais, neoplasias de intestinos, leva a perda e, consequentemente, maior necessidade de ferro.
O quadro clínico mais comum são a palidez cutâneo-mucosa, astenia, fadiga, distúrbio alimentar (pica), pele seca, glossite, estomatite angular, redução do crescimento, retardo do desenvolvimento neuropsicomotor, repercussões no sistema imune com maior susceptibilidade à infecções, além das deficiências cognitivas e comportamentais.

O tratamento da anemia ferropriva é realizado geralmente pela administração de sais de ferro, preferencialmente por via oral. O mais utilizado destes sais é o sulfato ferroso (3-5mg/kg/dia) que representa a intervenção de resposta mais imediata. A médio prazo, o uso de alimentos enriquecidos com ferro e de uma dieta adequada estão entre as principais recomendações para reduzir o referido estado de carência.

Dieta:

Alimentos e dicas que ajudam a recuperar da anemia.

Consuma todos os dias pelo menos uma vez ao dia:

Feijão ou ervilha ou lentilha
Alimentos integrais
Beterraba
Inhame
Folhas verdes escuras (espinafre, couve, bertalha, couve, agrião,etc)
Carnes vermelhas, miúdos, gema de ovo, fígado, moela ou coração

Quando consumir estes alimentos, não misture nenhuma preparação com leite ou derivados
(purê, suflê,tortas, queijo ralado, creme de leite, sobremesas tipo pudim, sorvete cremoso,danoninho, mousses,etc). Estes alimentos ricos em cálcio prejudicam a absorção do ferro.
Devem ser acrescentados alimentos ricos em vitamina C que ajudam a absorção do ferro
(laranja, limão, acerola, caju, tangerina,etc) natural (sobremesa) ou em sucos feitos na hora e devem ser consumidos junto com a refeição.
Os alimentos ricos em cálcio podem ser consumidos nos lanches ou quando for feito peixe ou frutos do mar.

Outros alimentos ricos em ferro:

Canjica, sustagem,Nutren active, aveia, castanhas, damasco seco, leites enriquecidos de ferro, mucilon e outros.

Consulte um nutricionista para montar um cardápio de acordo com suas preferências e melhorar da anemia.

sábado, 3 de julho de 2010

Beirute de rosbife light

Ingredientes

• 1 porção (100 g) de rosbife
• ½ cebola pequena
• 1 fio de óleo
• ½ tomate picado
• 4 cogumelos paris
• Sal e orégano a gosto
• 1 pão sírio médio integral
• 1 prato de alface crespa

Modo de preparo

Junte a cebola, os cogumelos e o tomate e refogue. Coloque sal e orégano. Recheie o pão e coloque a alface junto com as fatias do rosbife assado.

Rendimento: 1 porção
Calorias por porção: 338

Sopa de Tomate

Ingredientes

• 2 cebolas médias picadas
• 1 dente de alho
• 2 col. (sopa) de azeite de oliva
• 1 litro de suco de tomate
• 3 col. (sopa) de extrato de tomate
• 1 col. (chá) de sal
• Pimenta-do-reino a gosto
• Salsinha (ou manjericão) a gosto
• 2 col. (sopa) de biomassa (opcional)

Modo de fazer

Numa panela, coloque a cebola, o alho e o azeite. Leve ao fogo para refogar. Acrescente os outros ingredientes e deixe ferver por 20 minutos. Deixe esfriar e, antes de servir, bata no liquidificador com a biomassa (opcional). Consuma a sopa quente ou fria.

Boa para o Inverno!Tem poucas calorias, pode comer sem culpa!

Rendimento: 4 porções
Calorias por porção: 130
site: Boa Forma

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Dicas interessantes para Emagrecimento

siga as 10 dicas seguintes e tenha um emagrecimento saudável. E, é claro, duradouro.

1. Não tenha pressa. Se está acima do peso, pergunte-se há quanto tempo carrega esse excesso. Então, para que eliminar peso do dia para a noite?

2. Corrija gradativamente a sua atitude em relação aos alimentos.

3. Não exclua de um dia para outro aquele alimento que só de pensar dá água na boa. Na verdade, nunca o exclua, mas saiba quando e quanto pode ingerí-lo.

4. Controle a ansiedade. Encontre uma distração ou um hobby que faça com que a sua atenção desvie da comida.

5. Estipule horários para as refeições.

6. Deixe de comer aquele doce e substitua pela fruta da sua preferência.

7. Beba muita, mas muuuuuita água.

8. Deixe o seu prato colorido. Saladas e legumes devem estar presentes diariamente no almoço e jantar.

9. Se alguém notar que está adotando novos hábitos e perguntar se está de "regime", mande um audível "não". Muitas pessoas adoram sabotar as boas intenções alheias.

10. Confie em você! Tenha sempre uma atitude positiva. Estar determinada e confiante é mais do que meio caminho andado para atingir o seu objetivo.
Por:
Roberta Stella
Nutricionista formada pela Universidade de São Paulo (USP)

Orientações Alimentares para Síndrome do Cólon Irritável

O cuidado na alimentação é fundamental e é capaz de amenizar o desconforto causado. A sensibilidade a um ou outro alimento é individual e normalmente a dieta de exclusão pode ser indicada, ou seja, o nutricionista retira um alimento suspeito e observa se o paciente terá alívio dos sintomas. Porém, de forma geral, alguns alimentos parecem ser mais agressivos e por isto devem ser considerados suspeitos e retirados da alimentação para observação. São eles:

• leite e os derivados que contiverem lactose (queijo minas, requeijão);
• alimentos com cafeína: chá preto, chá mate, chá verde, café, chocolate, coca;
• condimentos e especiarias: canela, pimenta, alho, cebola;
• frutas cítricas: laranja, limão, abacaxi, maracujá;
• alimentos muito gordurosos: frituras, amendoim, queijos amarelos;
• refrigerantes, bebidas alcoólicas;
• alimentos com glúten: pão, macarrão, bolo, biscoito;
• alimentos ricos em sacarose: açúcar, doces;
• algumas carnes, como a de porco.

Para o tratamento alimentar, o uso dos probióticos (microorganismo que melhoram a flora intestinal) está indicado. Este pode ser feito sob a forma de suplementos (sachês ou cápsulas) ou ainda na forma de iogurtes. As fibras, presentes nas frutas, nos vegetais, nos cereais e na forma de suplementos podem ser usadas na dieta, porém após avaliação da tolerância individual.

Deve-se ainda aumentar ingestão de alimentos ricos em Ômega 3 como os peixes de água gelada, especialmente os mais fáceis para se encontrar como salmão e sardinha. O uso dos alimentos ricos em cálcio como os “leites” de soja fortificados e as fontes de magnésio ( tofu, soja, tomate) além de chá que auxiliam a eliminação dos gases (melissa, camomila) podem auxiliar o tratamento que é complementado com cuidados com o sono, hidratação, prática da atividade física e diminuição do estresse.

Conheça um pouco sobre algumas frutas

Morango:

Propriedades Nutricionais:
Possui muita vitamina C, betacaroteno (provitamina A), cálcio, fósforo, ferro, sódio, potássio, silício e, em menor quantidade, vitaminas A e B. A fruta possui também boas doses de ácido oxálico, substância que pode causar pedras nos rins em pessoas que tendem a desenvolvê-las.

Valor Calórico:
100 gramas de morango fornecem 39 calorias.

Propriedades Medicinais:
Além de estimular os processos de absorção do organismo infantil, o morango aumenta a resistência às infecções e tem ação anticancerígena.

Laranja:

Propriedades Nutricionais:
Além da vitamina C e ácido fólico, a laranja possui minerais como cálcio, fósforo e potássio, que a fazem uma boa fruta para o consumo nos dias quentes pois, além de refrescante, repõe energias. Contém ainda fibras (pectina, encontrada na pele que envolve os gomos), flavonóides e óleo, que aumentam seu valor nutritivo.

Valor Calórico:
100 gramas de laranja fornecem, em média, 45 calorias.

Propriedades Medicinais:
Por ser rica em vitamina C, a laranja torna o organismo mais resistente às infecções, dá vitalidade às gengivas e conserva a mocidade, entre outras funções. Possui também propriedades cicatrizantes, auxilia o organismo a absorver o ferro de outros alimentos, a combater estresse e alergias, a diminuir as taxas de colesterol e o risco de alguns tipos de câncer.

Coco:

Propriedades Nutricionais:
O valor nutritivo do coco varia com seu estado de maturação, apresentando bom teor dos sais minerais potássio, sódio, fósforo e cloro. Sua polpa é Rica em fibras e bastante calórica.

Valor Calórico:
100 gramas de coco maduro fornecem 266 calorias.
100 gramas de água de coco fornecem 22 calorias.

Propriedades Medicinais:
A polpa do coco é Rica em fibras, auxiliando no bom funcionamento intestinal. Seu conteúdo em potássio, tanto na água como na polpa, auxilia no bom funcionamento do coração, mantém a pressão arterial em bons valores, protege a função neuromuscular e mantém o equilíbrio das células. Além disso, sua água ajuda a recuperar os organismos desidratados

Melancia:

Propriedades Nutricionais:
Além de doce e muito refrescante, a melancia é muito nutritiva. Possui hidratos de carbono (açúcar), betacaroteno (provitamina A) e vitaminas do complexo B e C. Também apresenta cálcio, fósforo, ferro e muita água. Hoje já se conhece o licopeno e glutationa, compostos que a melancia possui em abundância, que são responsáveis por proteger o organismo contra o câncer e a oxidação celular.

Valor Calórico:
100 gramas de melancia fornecem 31 calorias.

Propriedades Medicinais:
É recomendada para quem tem pressão alta, reumatismo ou gota. O suco de melancia provoca eliminação de ácido úrico, além de limpar o estômago e o intestino. Também é eficaz no tratamento da acidez estomacal, obesidade, bronquites crônicas, problemas de boca e garganta. Além disso, protege contra o câncer e a oxidação celular.

Melão

Propriedades Nutricionais:
Possui grandes quantidades de betacaroteno (provitamina A), vitaminas C e do complexo B. Além disso, é fonte de fibras e apresenta cálcio, fósforo, ferro, potássio, cobre e enxofre.

Valor Calórico:
100 gramas de Melão fornecem 29,9 calorias.

Propriedades Medicinais:
Por seu alto teor em potássio, é indicado para cardíacos que usam medicação diurética e para pessoas que possuem afecções do fígado, como hepatites, cirrose hepática e cálculos. Também é muito recomendado na prevenção e no tratamento de gotas, reumatismo, artritismo, prisão de ventre e cálculos renais. Além disso, é fortificante, calmante, laxante, diurético e possui atividade anticoagulante, afina o sangue. Para as mulheres na menopausa uma boa notícia: o melão ajuda a normalizar a menstruação e ativa a circulação.