domingo, 13 de setembro de 2009

ANOREXIA

Caracterizada pela recusa voluntária à ingestão de alimentos e pela preocupação do doente em manter-se excessivemente magro. Afeta principalmente mulheres adolescentes e pode levar à morte por inanição ou parada cardíaca. A maioria das pessoas anoréxicas evita alimentar-se em público, contabiliza as calorias das refeições, faz exercícios compulsivamente e mantém o peso corporal muito abaixo do desejado. O grande perigo está no fato de o anoréxico enxergar-se de forma distorcida, achando-se sempre gordo. Uma das conseqüências desse distúrbios é o aparecimento de atrofias irreversíveis no córtex cerebral. Na mulher, além da perda de peso, pode ocorrer amenorréia (ausência de menstruação) e no homem, impotência.

Definição clínica da anorexia nervosa

* Peso corporal em 85% ou menos do nível normal;
* Excesso de atividade física;
* Medo intenso e irracional de ganhar peso ou de ser gordo, mesmo tendo um peso abaixo do normal. Comumente, anoréxicos vêem peso onde não existe, ou seja, o anoréxico pensa que tem um peso acima do normal;

* Negação quando questionado sobre o transtorno;
* Em mulheres, ausência de ao menos três ou mais menstruações. A anorexia causa sérios danos ao sistema reprodutor feminino;
Sintomas e perigos incluem

* Bulimia, que pode desenvolver-se posteriormente em pessoas anoréxicas.
* Danos intestinais, quando o anoxérico faz uso excessivo de laxativos
* Danos ao rim, quando o anoxérico faz uso excessivo de diuréticos
* Anemia (devido ao baixo nível de ferro)
* Osteoporose (devido ao baixo nível de cálcio, ou à deficiência do intestino em absovê-lo).
Causas da anorexia nervosa

A anorexia afeta muito mais pessoas jovens (entre 15 a 25 anos), e do sexo feminino (95% dos casos de anorexia nervosa ocorrem em mulheres). Muitos especialistas acreditam que a influência da mídia é a principal (mas não a única) causa de transtornos alimentares. Isto porque a mídia comumente (mas não sempre) impõe o estereótipo em que a magreza é um fator importantíssimo, se não indispensável, para o sucesso social e econômico de uma pessoa, desde de redes de televisão até filmes e revistas. Tal influência é bastante negativa em crianças e adolescentes, em qual a personalidade ainda está em formação, e casos de garotas entre 11 a 14 anos anoréxicas existem com relativa freqüência.Pessoas que passaram por eventos traumáticos anteriormente, como rejeição familiar ou abuso físico e/ou sexual também possuem um maior risco de serem anoxéricas. Pessoas em certas profissões, como atletas, bailarinos, dançarinos, ginastas ou modelos, podem motivar uma pessoa a decidir por diminuir seu peso, possivelmente resultando em um transtorno alimentar. O perfeccionismo também é um fator de risco.

Consequências da anorexia

Psíquicas: Depressão, isolamento social e perda de oportunidades de convívio e profissionais.


Metabólicas: Hipoglicemia (queda do açúcar no sangue), distúrbios hidroeletrolíticos (desidratação), aumento de colesterol.

Cardiovasculares: Pressão baixa, tonturas e problemas cardíacos.
Neurológicas: Neurite.

Hematológicas: Anemia e leucopenia (diminuição das células de defesa).

Renais: Insuficiência renal aguda e crônica.

Endócrinas: Irregularidade menstrual, até interrupção completa do ciclo menstrual.

Musculares: Atrofia muscular, perda de massa óssea, fraqueza.

Gastroenterológicas: Cáries, constipação e obstrução intestinal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário