domingo, 26 de junho de 2022

Receita de Canjica light

 As Festas Juninas são muito populares.

Mais ainda são os doces típicos da época.

Entre eles estão o pé-de-moleque, o arroz doce e a canjica.

Esta última é a minha favorita.

Entretanto, o preparo original carrega no açúcar e leite condensado.

E ainda há o coco ralado comprado pronto, que já vem adoçado.

Ou seja, tudo muito gostoso.

E repleto de calorias vazias – daquelas que não trazem nutrientes.

Por isso, resolvi criar a minha versão que, tenho certeza, você vai adorar.

A receita a seguir rende cinco porções.



Canjica Light

Ingredientes

1 xícara (chá) de milho para canjica
500 ml de água quente
300 ml de leite desnatado
50 ml de leite de coco
½ xícara (chá) de adoçante culinário
1 pau de canela
1 colher (sopa) de creme de arroz
Canela em pó (a gosto)

Modo de preparo

Em uma panela de pressão, coloque o milho para canjica.
Cubra com a água quente.
Junte o pau de canela.
Feche a panela e deixe cozinhar por 40 minutos.
Abra a panela e junte o adoçante, leite de coco, leite desnatado e creme de arroz.
Deixe ferver até engrossar o caldo.
Sirva com canela polvilhada por cima.

Fonte: Lucilia Diniz

Link: https:// festa junina, festa junina light, receita light, canjica light, doce light, culinária light, emagrecimento, cardápio light

Sabe escolher o melhor whey protein?

 Saber como escolher o whey protein é uma dúvida comum. A maioria das pessoas que pensa em usar algum tipo de suplemento, provavelmente, já deve ter se questionado sobre o assunto. Afinal, o mercado oferece inúmeras marcas – nacionais e internacionais –, sabores de todos os tipos e composições diferentes.




Mas, também não é novidade que existem, praticamente, apenas três tipos básicos do produto:

  • Concentrado – Passa por menos processos de filtragem e, por isso, pode incluir carboidratos e gorduras;
  • Isolado – Tem uma filtragem específica, que garante proteínas mais “puras”;
  • Hidrolisado – Passa por um processo chamado hidrólise, que quebra as moléculas de proteína e muda sua composição.

No entanto, o primeiro passo para saber como escolher o whey é analisar a sua tabela nutricional. A ideia desse suplemento é fornecer proteína para o consumidor e, portanto, esse deve ser o nutriente com maior concentração no rótulo.

Mas, para saber como escolher o whey mesmo, uma das principais dicas é ficar de olho na quantidade de carboidratos e gorduras presentes. A ideia é ter mais proteína do que tudo, então, quanto menor for a indicação desses outros nutrientes – quando comparados com a proteína – mais sentido fará a utilização do suplemento, certo?

Depende. São os seus objetivos que vão determinar qual o melhor produto para o momento. Se você é uma pessoa magra, que está em uma dieta de ganho de massa muscular, pode até ser interessante ter um acréscimo de gorduras e carboidratos na dieta. Agora, se o objetivo é apenas bater a quantidade ideal de proteínas, para conseguir eliminar gordura corporal sem perder músculos, é melhor optar por um whey que tenha pouca quantidade de carboidratos e gorduras.

“Muitas pessoas acreditam que o whey concentrado pode atrapalhar a redução de gorduras pelo fato de conter pequena quantidade de carboidratos e gorduras, mas isso não é fato. O que realmente importa é saber se você possui necessidade nutricional por um produto específico, como o isolado e o hidrolisado, ou se estará bem amparado com um produto na sua versão concentrada”, explica o nutricionista esportivo Diogo Círico.

Portanto, para saber como escolher o whey, a maneira mais certeira é procurar orientação de um profissional de nutrição. Ele saberá avaliar o seu estágio atual e seus objetivos. Dessa maneira, conseguirá te indicar o produto mais adequado. Lembrando que, os suplementos isolados e hidrolisados costumam ter um preço mais elevado e, nem sempre, são necessários.

Conseguiu tirar suas dúvidas? Se não, coloque aqui.

Fonte: Sport Life

Link: https:// nutrição esportiva, nutricionista esportiva, whey protein, ganhar massa muscular, sarcopenia, musuclação,suplementoeliminar gordura corporaltabela nutricionalcarboidratos e gorduras , dieta de ganho de massa muscular

segunda-feira, 13 de junho de 2022

Alimentos podem ajudar a combater gripes e resfriados

 Os casos de infecções respiratórias tendem a subir no outono/inverno, isso porque os ambientes costumam ficar mais fechados, com pouca ou nenhuma ventilação, devido ao clima frio e aos ventos fortes, característicos dessa época. Além do mais, a baixa incidência de luz solar contribui para a redução de ingestão de líquidos e o aumento do consumo de ingredientes mais calóricos, por isso vale pensar em bons hábitos alimentares como aliados do organismo, como explica Ana Carolina de Oliveira, professora do curso de Nutrição da Estácio Belo Horizonte.




"Podemos elaborar uma dieta que ajuda a fortalecer o nosso sistema imunológico e que, consequentemente, irá auxiliar no combate a gripes e resfriados. Alimentos ricos em vitaminas C, A e E, minerais, como selênio, zinco e magnésio, dotados de propriedades antioxidantes, que ajudam a combater radicais livres e evitam o comprometimento das células imunológicas. A vitamina D contribui para o funcionamento adequado das células imune; o ômega 3 tem ação anti-inflamatória e vitaminas do complexo B têm ação protetora para o sistema imunológico", relata.

Para ajudar na elaboração do cardápio protetor, a docente separou alguns alimentos que contêm os nutrientes indicados: "Vegetais folhosos verdes escuros, tais como brócolis, couve, espinafre, mostarda, acelga, entre outros; frutas cítricas, como laranja, abacaxi, tangerina, kiwi, maracujá, limão, acerola, morango; alimentos integrais, castanhas, frutas, legumes, sementes, carnes, aves e peixes. Importante ressaltar que a vitamina D não é obtida somente a partir da alimentação, mas principalmente pela exposição ao sol, portanto mesmo com a mudança de estação, procure tomar sol por pelo menos 20 minutos ao dia", orienta a nutricionista.

A professora da Estácio Belo Horizonte acrescenta que a quantidade de nutrientes a ser ingerida dependerá da idade, sexo e necessidades individuais. "Portanto, é fundamental o auxílio de um profissional da área de nutrição. Lembrando que uma alimentação saudável e equilibrada, rica em ingredientes naturais e pobre em alimentos industrializados, deve ser mantida constantemente, garantido ao corpo todos os nutrientes necessários e mantendo uma boa imunidade", afirma.

fonte: Revista Encontro

Link: https:// gripe, influenza, covid, alimentos ricos em vitamina c, zinco, frutas

Creatina, suplemento que age no músculo!

 A creatina é um dos suplementos mais recomendados pelos profissionais da nutrição. Isso porque ela é capaz de proporcionar incríveis benefícios para os músculos e todo o corpo. Confira as vantagens da substância.

“A creatina é um dos [suplementos] mais testados e mais estudados do mundo. Temos estudos que dizem que a creatina auxilia no ganho de massa, de forma direta ou indireta porque ela aumenta a força e a resistência muscular”, disse.



De acordo com a Nutri, o alto número de estudos acerca da creatina tornou possível entender o impacto do suplemento nos rins. “Foi verificado que o uso contínuo da creatina durante 5 anos não causaria nenhum tipo de prejuízo aos rins. Inclusive, alguns obstetras liberam o uso até durante a gravidez”, disse.

Quem acredita que a creatina causa retenção de líquido se engana. Segundo a profissional, isso não passa de uma falácia. “Na verdade, o que a creatina faz é causar um inchaço intramuscular, o inchaço dentro do músculo. O que pode acontecer é que se a pessoa não estiver tomando a quantidade de água necessária e não estiver fazendo uma dieta adequada, ela pode sentir inchaço, mas não por causa do suplemento”, explica.

Como inserir a creatina na dieta

A nutricionista esclarece que há duas maneiras de ingerir o suplemento sendo uma com o período de saturação, onde tomamos 5g de creatina quatro vezes ao dia por apenas 7 dias, e a partir do 8º dia tomamos apenas 5g uma vez ao dia. “Com isso conseguimos que ela tenha efeito a partir do sétimo dia. Essa seria a vantagem da saturação”, justifica.

A outra maneira é tomar 5g uma vez ao dia, sem realizar a saturação, o que leva cerca de 14 a 20 dias para a creatina agir com efeito esperado. “Esse suplemento se aloja 95% no músculo e 5% no cérebro. Quando chegamos na saturação quer dizer que ele atingiu a quantidade necessária dentro do músculo”, afirma a Nutri.

A especialista destaca que a creatina é um suplemento de efeito acumulativo e por isso deve ser ingerida diariamente, inclusive nos dias sem treino. ”Não é um pré ou pós treino e por isso, se fizer o uso, deve referir todos os dias”, finalizou.

Ficou alguma dúvida?

Fonte: SportLife

Link: https:// creatina, suplemento, ganho de massa, músculo, exercício, ganho de massa magra, força, energia

sábado, 11 de junho de 2022

Dia dos Namorados, com receitas caseiras deliciosas!

 Um jantar de Dia dos Namorados é perfeito para os casais apaixonados comemorarem essa data tão especial. Se você quer economizar ou prefere um momento mais íntimo, preparar uma refeição em casa é a melhor escolha para celebrar o amor e o companheirismo. Para ter ideias de pratos que combinam com esse dia – seja para surpreender a pessoa amada ou para vocês cozinharem juntos -, confira as receitas abaixo!

ENTRADA

ROLINHOS DE COUVE




Ingredientes

  • 500 gramas de peito de frango cozido batido no processador
  • 2 colheres de sopa de cream cheese
  • 5 colheres de sopa de creme de leite
  • Folhas de couve a gosto
  • Tiras de manga a gosto
  • Tiras de pepino a gosto
  • Cebolinha a gosto

        Modo de preparo

        1. Em uma vasilha, misture o frango com cream cheese e creme de leite, até obter um creme consistente.
        2. Recorte uma folha de couve em formato de retângulo e disponha sobre uma superfície lisa.
        3. Espalhe o patê de frango por metade da superfície da folha e coloque 2 tiras de manga por cima.
        4. Enrole como um rocambole e feche bem, formando um rolinho.
        5. Passe as tiras de cebolinha na água morna para amolecer.
        6. Fatie os rolinhos no sentido contrário ao comprimento, em rolinhos pequenos, e amarre com as tiras de cebolinha.
        7. Repita esse processo, alternando as tiras de manga e as tiras de pepino, até acabarem os ingredientes.
        8. Agora é só servir! Bom apetite.
        PRATO PRINCIPAL

        FRANGO AO MOLHO DE LARANJA

        Nessa receita, você aprende como preparar um delicioso peito de frango incrementado com um molho que combina um toque doce com apimentado. É ideal para quem gosta de uma mistura de sabores intensa e não tem medo de inovar na cozinha. Tudo isso é mesclado com um passo a passo simples e prático.





        Ingredientes do frango

        • 2 peitos de frango cortados em cubos
        • 1 colher de chá de alho moído
        • 1/2 colher de chá de páprica
        • 1 ovo
        • 2 colheres de sopa de molho de soja
        • Pimenta a gosto
        • 1/2 xícara de chá de farinha de trigo
        • 1/2 xícara de chá de amido de milho

          Ingredientes do molho

          • 1 xícara de chá de suco de laranja
          • 1/4 xícara de chá de mel
          • 1 colher de sopa de molho de soja
          • 1 colher de sopa de amido de milho
          • 2 dentes de alho
          • 1/2 colher de chá de gengibre

              Modo de preparo

              1. Em uma vasilha, tempere o frango com o alho, a páprica, o ovo, o molho de soja e a pimenta. Deixe marinar por 20 minutos.
              2. Acrescente a farinha, o amido e misture bem para envolver todos os pedaços.
              3. Em óleo quente, frite o frango, aos poucos, para ficar crocante. Reserve.
              4. Para o molho, em uma panela, coloque todos os ingredientes e cozinhe até engrossar.
              5. Adicione o frango e cozinhe por mais alguns minutos.
              6. Sirva como preferir e aproveite.
              SOBREMESA

              CREPE DE BANANA COM CREME DE AVELÃ

              O crepe é um doce que combina muito bem como sobremesa de um jantar de Dia dos Namorados, não é mesmo? Se tiver um toque de chocolate, melhor ainda! A massa aqui é feita no liquidificador e, depois de frita, recheada com banana em rodelas, creme de avelã e coco ralado.




              Ingredientes

              • 240 ml de leite de amêndoas
              • 140 gramas de farinha de aveia
              • 2 colheres de sopa de manteiga light
              • 2 ovos
              • 2 colheres de sopa de açúcar demerara
              • 1 pitada de sal
              • 1 banana cortada em rodelas
              • Creme de avelã a gosto
              • Coco ralado a gosto

                    Modo de preparo

                    1. Bata no liquidificador o leite de amêndoas com farinha de aveia, manteiga, ovos, açúcar e sal, até obter uma mistura homogênea.
                    2. Despeje uma parte dessa mistura em uma frigideira e cozinhe em ambos os lados, até dourar.
                    3. Repita esse processo com o restante da massa, até acabar.
                    4. Recheie cada panqueca com a banana cortada em rodelas, creme de avelã e coco ralado.
                    5. Dobre ao meio e sirva. Bom apetite.
                    Gostou das sugestões, coloque aqui seus comentários.
                    Tenha um Dia dos namorados bem alegre e romântico!


                    Fonte: Receiteria




                    terça-feira, 7 de junho de 2022

                    Compulsão alimentar, é um transtorno?

                     compulsão alimentar pode aparecer de diversas maneiras, e ser resultado de diferentes razões. Geralmente, se caracteriza por comer em grandes quantidades, de forma rápida e até escondido – mesmo que sem fome. Contudo, nem sempre se trata de um transtorno.

                    Pode acontecer de, em momentos específicos, existirem exageros alimentares de forma descontrolada, mas que por si só não configuram um quadro clínico. Essa diferenciação é importante porque esse sintoma tem critérios de diagnósticos bem estabelecidos”, explica o médico especialista em medicina esportiva e emagrecimento, Dr. Walid Nabil Ourabi.




                    Fome ou compulsão?

                    O especialista conta que existe uma fronteira entre a fome e a vontade de comer. Sentir fome é uma necessidade básica, já que o corpo obtém energia para se manter em funcionamento através da alimentação. Com a compulsão, essa necessidade natural fica desregulada.

                    “Quando o episódio [de compulsão] se conclui com a sensação de fracasso, de remorso, incapacidade e descontrole gera um ciclo muito ruim que pode acabar no abalo emocional, quando termina o episódio e a ansiedade não diminuiu com o alimento”, exemplifica. 

                    Geralmente os quadros compulsivos estão associados a eventos do passado com repercussão emocional, muitas vezes diagnosticados somente durante uma sessão de terapia ou consulta médica.

                    Como identificar a compulsão alimentar

                    O médico destaca que é importante levar em consideração se o descontrole acontecer mais de uma vez por semana em um intervalo de três meses. Os principais sinais para ficar alerta são:

                    • Comer mais rapidamente do que o normal;
                    • Comer até sentir-se desconfortavelmente cheio;
                    • Ganho de peso;
                    • Ingestão de grandes quantidades de alimentos sem sensação de fome;
                    • Comer sozinho por vergonha devido à quantidade de alimentos que consome;
                    • Sentir repulsa por si mesmo, depressão ou culpa demasiada após comer.

                    Walid cita episódios que dispensam preocupação, pois normalizam o consumo um pouco exagerado de comida. Por exemplo, quando a vontade de comer só aparece em um dia de ócio em casa, ou quando se depara com uma comida diferente ou ainda se há um evento social com grande oferta de alimentos. Mesmo que haja exageros nesses dias pontuais, isso não configura a compulsão, como aponta o especialista.

                    “Saber dosar o consumo pode se tornar um bom hábito já que se há um equilíbrio na quantidade, o cérebro entende e supre a necessidade momentânea de um doce ou de um hambúrguer, por exemplo, e daí o vício não aparece. Assim, uma dieta torna-se rotina e nada fica ao extremo: nem o consumo, nem a abstinência”, finaliza o especialista.

                    Fonte: Sport Life (Dr. Walid Nabil Ourabi, médico especialista em medicina esportiva e emagrecimento.)

                    link: https:// compulsão alimentar, transtorno alimentar, emagrecimento, ansiedade, depressão, endocrinologia, tratamento da compulsão alimentar

                    domingo, 5 de junho de 2022

                    Como aproveitar as verduras murchas e evitar o desperdício?

                     As folhas verdes para fazer a sua salada estão murchas? Sabia que não precisa jogá-las no lixo? Existem segredinhos culinários para recuperar a crocância e a cor. Para te ajudar a entender mais sobre a higienização e armazenamento correto das folhas, o TudoGostoso separou algumas das principais dúvidas e ainda selecionou 3 truques culinários para recuperar as folhas murchas. Veja como não desperdiçar!



                    Quais são os principais benefícios das folhas verdes?

                    Existem diferentes tipos de folhas verdes, como a alface, o espinafre, a couve, a chicória e o repolho. A alface é rica em minerais, que ajudam a transportar oxigênio para nosso organismo. O espinafre é uma fonte rica de vitaminas A e B, além de ser um ótimo antioxidante. A couve é rica em cálcio e ferro e ajuda a prevenir crises de asma e de bronquite. A chicória ajuda a limpar o estômago e também pode auxiliar aqueles que têm problemas de visão. Já o repolho é rico em vitaminas C e E. Ele melhora as inflamações crônicas.

                    Qual a forma correta de higienizar as hortaliças?

                    Você tem dúvidas sobre como higienizar a alface e outras folhas da forma correta? Primeiro, você deve lavá-las em água corrente. Após, coloque-as em uma vasilha com um pouco de água e hipoclorito de sódio por alguns minutos. Depois é só lavá-las novamente.

                    Como evitar que a folha murche na geladeira?

                    Guarde as folhas bem secas na geladeira dentro de sacos plásticos esterilizados com papel-toalha. Dessa forma, o papel-toalha vai puxar toda a água que possa acumular nas hortaliças.

                    Confira 3 truques para recuperar as folhas murchas.

                    1.

                    Água e batata cozida

                    Para recuperar as folhas murchas, um truque culinário é colocar as folhas dentro de uma tigela com água, com uma batata cozida descascada e cortada ao meio. Após essa etapa, você deve colocar as folhas dentro da geladeira e deixá-la por 2 horas.

                    2.

                    Água e limão

                    Outra forma de recuperar as folhas murchas é colocá-las em uma tigela com água fria e acrescentar suco de limão. Dessa vez, você deve deixá-las na geladeira por 1 hora. Após passar o tempo, as folhas estarão boas para consumo.

                    3.

                    Água com gelo

                    Se você deseja um método mais rápido para recuperar as folhas murchas, um bom truque é colocá-las em uma tigela com água gelada por apenas 30 minutos.

                    Gostou? Experimente e jogue menos as verduras fora!

                    Fonte: Tudo Gostoso

                    Link: https:// verduras, folhas murchas, como recuperar as verduras murchas,folhas verdes, fibras, alimentação saudável, saladas, economia na cozinha,desperdício de comida, 

                    sexta-feira, 3 de junho de 2022

                    Dieta rica em fibras pode reduzir o risco de demência, aponta estudo .

                     

                    As fibras solúveis podem reduzir o risco de demência quando presentes na dieta. É o que aponta um estudo realizado com mais de 3.500 adultos japoneses, publicado na revista Nutritional Neuroscience.

                    Já era conhecida pela ciência a capacidade das fibras solúveis de estimular o crescimento de boas bactérias no intestino, o que demonstra que esses achados podem estar relacionados a interações entre o intestino e o cérebro, como afirma a médica nutróloga Dra. Marcella Garcez, professora e diretora da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN).




                    Mesmo que o risco de desenvolver demência, incluindo a doença de Alzheimer, seja influenciado pela genética, a alimentação pode ser uma estratégia para interferir positivamente na expressão dos genes. 

                    Alzheimer é a forma mais comum de demência, caracterizada pela diminuição da cognição. De acordo com a Dra. Marcella, só o Mal de Alzheimer é responsável por 70 a 80% dos casos de demência no mundo, afetando entre 24 a 35 milhões de pessoas em todo o globo. Devido ao envelhecimento da população, estima-se que 1 em 85 pessoas serão acometidas pela doença em 2050.

                    A importância da fibra

                    Estão surgindo evidências de que a fibra é importante para um cérebro saudável. O estudo realizado pelos japoneses coletou dados de uma grande pesquisa iniciada ainda na década de 1980. As informações analisadas, portanto, vão de 1985 a 2020. Os pesquisadores dividiram os dados, de um total de 3.739 adultos, em quatro grupos de acordo com a quantidade de fibra em suas dietas. “Eles descobriram que os grupos que ingeriram níveis mais altos de fibra tiveram um risco menor de desenvolver demência”, conta a médica.

                    A equipe também examinou se havia diferenças para os dois principais tipos de fibra: fibras solúveis e insolúveis. “As fibras solúveis, encontradas em alimentos como aveia e leguminosas, são importantes para as bactérias benéficas que vivem no intestino, além de fornecer outros benefícios à saúde. As fibras insolúveis, encontradas em grãos integrais, vegetais e alguns outros alimentos, são conhecidas por serem importantes para a saúde intestinal. Os pesquisadores descobriram que a ligação entre a ingestão de fibras e a demência foi mais pronunciada para as fibras solúveis”, explica a Dra. Marcella.

                    Ainda não é certo o que pode estar por trás da ligação entre a fibra alimentar e o risco de demência, mas os pesquisadores têm algumas ideias. De acordo com a especialista, uma possibilidade é que a fibra solúvel regule a composição das bactérias intestinais, o que afeta a neuroinflamação, que desempenha um papel no início da demência. 

                    “Também é possível que a fibra dietética possa reduzir outros fatores de risco para demência, como peso corporal, sangue, pressão arterial, lipídios e níveis de glicose. O trabalho ainda está em estágio inicial e é importante confirmar a associação em outras populações", completa a médica.

                    Dra. Marcella alerta para o baixo consumo de fibras em diferentes países do mundo, como no Brasil e Estados Unidos. “Ao incentivar hábitos alimentares saudáveis com alto teor de fibra alimentar, pode ser possível reduzir a incidência de demência”, finaliza a médica.

                    Alimentos ricos em fibras solúveis

                    • leguminosas, como feijão, lentilha e ervilha;
                    • sementes;
                    • farelos de aveia, cevada e arroz;
                    • frutas;
                    • hortaliças.

                    Fonte: Saúde em Dia

                    link: https:// fibras solúveis, fibras, alimentação rica em fibras, demência, alzeimer, alimentação saudável,neurociência,ABRAN



                     

                    domingo, 29 de maio de 2022

                    Festa Junina Diet, é possível?

                     

                    Estamos chegando em junho, mês das festas juninas!

                    Muitos pacientes diabéticos e que estão emagrecendo querem comer as comidinhas típicas, vou colocar aqui algumas receitinhas!




                    Como fazer doces diet de Festa Junina?

                    Além das receitas maravilhosas que mostraremos abaixo, é importante que você saiba que é possível fazer algumas adaptações de receitas para continuar aproveitando os doces de família ou seus pratos favoritos sem usar açúcar.

                    Uma das dicas é priorizar o açúcar natural dos alimentos, principalmente das frutas, a frutose. Por isso, incluir pedaços de frutas como uva passas, tâmaras, maçãs e peras na sua receita, assim como geleias, é uma boa forma de trazer mais doçura de uma maneira natural e mais saudável.

                    Não dá para deixar de mencionar os itens industrializados que são diet, com leite condensado diet, margarina diet e até mesmo o adoçante. Usar esses itens para compor sua receita pode ser uma alternativa para evitar o açúcar refinado.

                    Sobre o adoçante, vale a pena dar preferência para os naturais e é importante conferir se eles podem ir ao fogo, caso sua sobremesa precise ser cozida de alguma maneira. O xilitol é uma boa opção porque pode ir ao fogo, tem gosto e aparência parecidos com o açúcar comum, e ainda é cerca de 40% menos calórico.

                    Seguem algumas ideias:

                    Paçoquinha diet

                     

                    Sabia que dá para fazer paçoca em casa e, melhor ainda, sem usar açúcar? Se você é fã de receitas caseiras, vale a pena experimentar essa opção ao invés de comprar pronta no supermercado. Confira a lista de ingredientes!

                    INGREDIENTES

                    ·         1 colher de sopa de margarina light

                    ·         1 xícara de leite em pó desnatado

                    ·         1/2 xícara de açúcar diet forno e fogão

                    ·         1/2 xícara de água fervendo

                    ·         1/2 Kg de amendoim torrado

                    ·         1 pacote de bolacha maria (diet ou normal, como preferir)

                    MODO DE PREPARO

                    1.     Primeiro faremos o leite condensado diet que pode ser usado na maioria das receitas para substituir o leite condensado convencional: bata no liquidificador a margarina, o leite em pó, 

                    2.     o açúcar diet e a água fervendo até ficar bem cremoso. Deixe esfriar na geladeira antes de 

                    3.     usar.

                    4.     Bata as bolachinhas aos poucos no liquidificador até formar uma farinha. Reserve. Faça o 

                    5.     mesmo com o amendoim.

                    6.     Misture o leite condensado com o amendoim e a farinha de bolachinhas

                    7.      até dar o ponto de rapadura. Espalhe numa superfície plana e lisa e corte em quadradinhos, círculos ou como preferir.

                     

                    Curau diet

                    Curau é uma delícia e poder comer sem se preocupar com o açúcar é melhor ainda, não acha? Além disso, dá para fazer com o milho enlatado, tornando o preparo mais simples e prático. Faça na sua casa, que não vai se arrepender!

                    INGREDIENTES

                    ·         2 caixinhas de milho verde (280 g) sem a água

                    ·         700 ml de leite desnatado

                    ·         3 colheres (sopa) de adoçante para forno e fogão 

                    ·         1 pitada de sal

                    ·         3 colheres (sopa) de amido de milho 

                    ·         5 colheres (sopa) de coco ralado, desidratado e sem açúcar

                    ·         canela em pó para polvilhar

                    MODO DE PREPARO

                    1.   Peneire as 2 caixinhas de milho verde para retirar a água.

                    2.   Despeje somente o milho no liquidificador junto com o leite e bata por 

                    3.     4 minutos na velocidade máxima.

                    4.   Peneire esta mistura de milho e leite para tirar toda a fibra do milho.

                    5.   Devolva a mistura já peneirada para o liquidificador e adicione o amido de

                    6.      milho, o adoçante 

                    7.     e o sal. Experimente para saber se a quantidade de adoçante estará boa a seu gosto.

                    8.   Em uma panela, coloque a mistura já batida e acrescente o coco ralado.

                    9.   Acenda o fogo na temperatura média e cozinhe o curau mexendo sem

                    10.  parar por cerca de 5 minutos ou até levantar fervura.

                    11. Desligue o fogo em seguida.

                    12. Depois de pronto, com o auxilio de uma concha, coloque o curau em potinhos descartáveis, individuais de 100 ml e polvilhe canela em pó por cima.

                    13. Deixe esfriar, tampe os potinhos e os deixe na geladeira para consumir.

                    14. O curau tem a validade de 10 dias para consumo e rende 12 porções individuais.

                     

                    Arroz doce diet

                     

                    Que tal um arroz doce delicioso e livre de açúcar? Se você ainda não preparou, saiba que essa é uma receita bem simples de fazer e que fica pronta em poucos minutos. Para dar um toque a mais de sabor, coloque canela em pau e em pó, além de casca de laranja para decorar.

                    INGREDIENTES

                    ·         1 colher de sobremesa de margarina

                    ·         1 xícara (chá) de arroz

                    ·         2 xícaras (chá) de água

                    ·         Canela em pau a gosto

                    ·         3 xícaras (chá) de leite desnatado

                    ·         1 colher (sopa) de maisena

                    ·         32 colheres dosadoras de adoçante em pó

                    ·         Canela em pó para polvilhar

                    ·         Casca de laranja para decorar

                    MODO DE PREPARO

                    1.     Leve uma panela ao fogo com a margarina e o arroz e deixe fritar um pouco.

                    2.     A seguir, misture a água e deixe cozinhar.

                    3.     Quando estiver cozido, adicione a canela em pau e o leite misturado com a maisena e deixe ferver.

                    4.     Retire do fogo, misture o adoçante e deixe esfriar.

                    5.     Coloque em taças, polvilhe com a canela e decore com casca de laranja.

                     

                    Bolo cremoso de milho diet

                    Imagina uma fatia de bolo de milho cremoso bem quentinho e fresquinho na sua frente agora! Muito bom, né? Dá para matar a vontade e provar essa delícia sem ter que consumir açúcar. É o melhor dos dois mundos em uma única receita!

                     

                    INGREDIENTES

                    ·         3 ovos inteiros

                    ·         1 lata de milho verde escorrida

                    ·         1 copo de leite desnatado 200 ml

                    ·         1 colher de sopa de margarina light

                    ·         1 colher de sopa de fermento em pó

                    ·         3 colheres de sopa de adoçante em pó

                    ·         3 colheres de sopa de farinha de trigo

                    MODO DE PREPARO

                    1.     Bater todos os ingredientes no liquidificador até dissolver o milho.

                    2.     Assar em forma untada de buraco no meio, em forno médio, por aproximadamente 

                    3.     30 minutos ou até corar por cima.

                    4.     Este bolo fica cremoso por dentro, como um pudim.

                    Fonte: Tudo Gostoso

                    Link: https:// receitas de festas juninas, receitas diet, receitas de festa junina diet, culinária diet, diabéticos, emagrecimento, receitas para diabéticos